Este Festival

cartaz festivalCarta aberta à sociedade

Sobre o Festival de Inverno de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade - 2019

“embora o pão seja caro/ e a liberdade pequena” (Ferreira Gullar)
 

A primeira edição do Festival de Inverno aconteceu em 1967, a partir de uma iniciativa corajosa da UFMG, que mobilizou grupos de artistas e produtores culturais para a promoção de um evento marcado por liberdade artística e autonomia de comportamento, em um contexto político desfavorável. O Festival surgiu em um ambiente universitário, preocupado em estimular a formação artística, a liberdade de expressão e a frequentação de obras de arte. Em 2019, o Festival ainda mantém a perspectiva universitária, e lida efetivamente com a realidade política e com a restrição financeira que o sistema de educação pública atravessa.

Neste ano, a UFOP realizará o Festival de Inverno de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade, apesar dos bloqueios financeiros e das dificuldades de captação de recursos. Ao entender o caráter educacional, artístico, cultural, social e econômico do Festival, a Reitoria não mediu esforços na articulação com as prefeituras de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade, com a iniciativa privada e com entidades e grupos locais, a fim de viabilizá-lo.

A operacionalização da produção está a cargo dos servidores da UFOP, e o mecanismo encontrado para que a Pró-Reitoria de Extensão absorvesse essa demanda sem perder de vista as atividades do setor foi a proposição de um desenho de Festival de Inverno mais engajado em processos de formação em artes, de interação e transformação da sociedade. Isso quer dizer: articular programações em bairros e distritos de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade; extrapolar a área de cultura e incluir nessas programações ações de extensão universitária que promovam a interação com as

comunidades locais e colaborem para o cumprimento da função social da Universidade. As apresentações culturais serão negociadas pelos curadores diretamente com os grupos e coletivos de artistas, sendo que serão priorizadas as atrações da região. Além disso, o desenho proposto para este ano vai priorizar ações formativas, e as vivências terão maior duração e serão mais aprofundadas.

Agradecemos o apoio de todas as instituições públicas e privadas e organizações da sociedade civil que acolheram o chamado da UFOP para garantir esta edição do Festival de Inverno Ouro Preto, Mariana e João Monlevade, que é uma iniciativa exitosa da Universidade, mas, sobretudo, uma conquista da população.