Cores e desenhos enfeitam os tapumes da Igreja do Rosário, em Mariana

Julho 20, 2019

Foto: Letícia Lopes

Texto e Foto: Letícia Lopes

Os tapumes da Igreja do Rosário, em Mariana, foram transformados em uma galeria de arte a céu aberto na tarde do dia 13 de junho. A oficina de produção de lambe e grafite fez parte da programação do Festival de Inverno de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade e proporcionou à comunidade um valioso momento de expressão artística com os desenhos. 

A oficineira Camila Baudon é professora de artes e trabalha com arte de rua em Belo Horizonte. Encantada com a cidade da Mariana, ela ressalta a importância da arte na cidade, sobretudo na rua. “A arte deve ser feita onde o público está. A galeria é na rua. A rua é para todos”, enfatiza. 

A proposta inicial era ensinar algumas técnicas de lambe e grafite, mas, segundo Camila, as coisas foram acontecendo naturalmente e foi preferível que os participantes, com o auxílio da oficineira, fizessem os desenhos da forma que queriam e sabiam.

Os participantes levaram desenhos, frases, fotos e transformaram em pintura, suas inspirações e afetos. Com muita música e cor, a oficina chamou a atenção de quem passava pelo local e de quem já estava pelas redondezas. Os olhares atentos e curiosos, logo tomaram a iniciativa para participar também, tornando a ação ainda mais múltipla e diversa, uma vez que cada pessoa pintava algo que dizia sobre si. Thaís Silva, uma das participantes, fez uma homenagem ao Congado e falou sobre a importância de representar uma cultura que é tão forte em Mariana. O tatuador Roni se divertiu com a possibilidade de ter um trabalho seu nos tapumes da igreja e fez homenagem a um amigo, em forma de caricatura.

O resultado final da oficina fica exposto nos tapumes da Igreja, dando ainda mais vida e beleza a região.  Vale a pena conferir!