Festival de Inverno 2019 encerra sua programação com sensação de dever cumprido

Julho 24, 2019

Foto: Larissa Pinto

Texto: Ivan Vilela

Durante 16 dias, tivemos a experiência de mais um Festival de Inverno nas cidades de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade, desta vez, homenageando as Cavalhadas do distrito de Amarantina e os 50 anos da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Regada a muita cultura, alegria e arte, a 52ª edição proporcionou, gratuitamente, para os moradores e turistas das três cidades diversas oficinas, espetáculos de música e teatro, palestras, exposições e seminários em diversos bairros e distritos que compõem os municípios mineiros. A UFOP, principal idealizadora do evento, em um ato inovador e corajoso, propôs-se a não medir esforços para integrar os seus campi e levar as atividades do Festival às comunidades. Afinal, a união dos moradores com a Universidade é um dos principais pilares da instituição.

Nesse período, tivemos contato com muita gente. Pessoas que não apenas fizeram o evento acontecer, mas que agregaram importância e valor para tudo o que foi oferecido para público. Pessoas que levaram a arte até os cidadãos, que pensaram em uma programação que agradasse e atendesse a múltiplos gostos, que correram para divulgar e registrar tudo a tempo e fizesse que cada peça, show e conhecimento gerado nos dias de Festival ficasse marcado.

No público, não foi diferente. Encontramos, no meio das plateias e dos participantes, gente de todo lugar. Cidadãos ouro-pretanos, marianenses e monlevadenses que arrumaram um tempo em meio à rotina para curtir as atrações. Pais que levaram seus filhos nas programações infantis, e crianças que foram agraciadas com filmes e espetáculos de palhaço, por exemplo. Muitos turistas de várias partes do País que pegaram estrada para conferir o que estava acontecendo no evento. Para cada sorriso estampado no rosto do público e cada debate gerado nas palestras e conhecimentos oferecidos nas oficinas, ficou a certeza de que realizar o Festival de Inverno é essencial para as três cidades, principalmente no que tange à reafirmação da importância da cultura e do ensino para vivência das pessoas.

Em meio a todo contexto político atual, no qual as universidades federais sofreram grandes cortes orçamentários que comprometem o andamento de suas atividades e perdemos o ministério responsável pela promoção da cultura no País, realizar o Festival de Inverno 2019 foi um ato de perseverança. Até dois meses antes, não havia certeza se seria possível promover mais uma edição. Com pouco dinheiro, não seria possível realizar um evento nas grandezas que têm sido feito todos esses anos. Entretanto, com os esforços da Universidade e com o apoio de parceiros, de empresas e das Prefeituras de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade, foi possível realizar um Festival que levou os projetos de extensão para bairros e distritos, descentralizando a programação e proporcionando para um grande número de pessoas a oportunidade e o acesso a esse tipo de programação.

E depois de mais de 250 atividades, encerra-se mais um Festival de Inverno. Com a certeza de que a promoção da arte, da cultura e do ensino é necessária para uma sociedade cada vez melhor. Sabemos que estamos no caminho certo ao lutar pela permanência desse evento que já faz parte do calendário cultural de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade. Em 2020, o evento está de volta com o mesmo intuito: proporcionar todos aqueles sorrisos e conhecimentos que pudemos presenciar na edição deste ano. A todos que participaram disso, seja trabalhando ou participando, o nosso muito obrigado por fazerem o evento cada vez mais vivo!